Meu, Seu… Nosso?

"Brosh HaMediná". Ao fundo, eucalipto de Deganya plantado em 1948 que possui a Declaração de Independência envolta em suas raízes.

As palavras que compõem o título deste artigo existem graças à mania humana de taxar todos os objetos, lugares e funções como sendo propriedade de alguém. De maneira nenhuma quero insinuar que estou contra o fato, apenas saliento que é isto o que causa os grandes conflitos entre as pessoas. A confusão entre o “compartir” e o “repartir”, bem como o ato de “roubar” são os maiores inimigos dos pronomes possessivos. Ninguém sabe exatamente onde está a minha honra, a sua liberdade ou o nosso último pedaço de chocolate. Não se confundam, sou um liberal. No entanto, a última semana em Deganya mostrou que a reflexão sobre o pertencimento de bens abstratos ou compartilhados pode gerar belas discussões.

Na última segunda-feira, após a tradicional manhã de projetos para a tnuá, recebemos a visita dos coordenadores mundiais do Hanoar Hatzioni. Tivemos uma atividade sobre a visão de Ecologia para o Movimento, já que o conceito está entre um dos cinco pilares de sua plataforma ideológica, o Darkeinu (“Nosso Caminho”). A mensagem transmitida foi a de que a Ecologia não é apenas um conjunto de ações em prol da preservação do meio ambiente, mas uma série de valores para atuar não só frente à natureza, mas também a outros seres humanos.

A segunda peulá baseou-se numa clássica discussão sobre quem seria o principal público-alvo das tnuót, se os chanichim (que são os protagonistas do processo educativo), ou os bogrim (que são o corpo ativista dos movimentos juvenis).  A discussão se expandiu para planos bem interessantes, como, por exemplo, se a tnuá trabalha segundo um modelo social – objetivando educar a todos de maneira idêntica –, ou liberal – centrando seus esforços na realização pessoal de cada formado. Este último tema, aliás, seguiu sendo tratado no final da semana.

O passeio da quinta-feira também foi ligado à ecologia. Realizamos uma volta ciclística pelo vale conhecido como Emek Hachula, ao norte do Kineret, para observar paisagens exuberantes e a grande onda de aves migratórias que se encontra na região. A única coisa que os madrichim permitiram que tirássemos da natureza foram fotos, afinal, ela só pertence a si mesma.

No mesmo dia, iniciou-se um seminário, que durou todo o final de semana, sobre Hagshamá Atzmit e Dugmá Ishit (Autorrealização e Exemplo Pessoal). A turma do Shnat do Hanoar Hatzioni do Hemisfério Norte esteve presente em Deganya para as atividades, trazendo jovens do México, Equador e El Salvador. A principal ideia que permeou as peulot foi a de como o jovem pode conciliar os objetivos individuais com o que a tnuá espera dele, mantendo uma postura de permanente exemplo para os mais novos.

Um evento interessante que nos espera ocorrerá nesta terça-feira, dia 29 de novembro, em Jerusalém. Será a comemoração dos 64 anos da Resolução 181 da ONU, conhecida como a Partilha da Palestina. À margem das divergências sobre a justiça ou não da divisão do território da Terra de Israel, o mote proposto pelos organizadores é festejar o fato de o mundo, em 1947, ter finalmente reconhecido o direito dos judeus a possuírem seu próprio Estado.

A semana foi intensa e cheia de pronomes possessivos. Como bom programa educativo das tnuot da Família Hanoar Hatzioni, deixou mais perguntas do que respostas, e uma única certeza. Podemos pretender-nos donos de uma infinidade de bens, exceto da Verdade.

***

Gostaria de aproveitar para desejar boa prova aos amigos que prestam o vestibular da Fuvest hoje. Que a sorte seja toda de vocês!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: